Quer eu te escreva poesia?

Quer que eu te escreva poesia?
Então rasgue qualquer vestígio daquela mulher
E, se a amou um dia,
Que a esqueça assim que puder

Quer que eu te escreva algumas rimas em um poema?
Então a abandone, a faça esperar por uma decisão
Não responda mensagens nem telefonemas
E, quando puder, afaste da dela, a tua mão

Quer palavras versadas pensadas em ti?
Então jogue nela toda a culpa pela própria dor
Rebata quando ela alegar estar cansada admitindo que mente
Sempre prefira o cabelo dela de “uma outra cor”
Então quer que eu te escreva poesia?
Mate aos poucos aquela que conheceu
Roube dela pedaços que nunca mais ser colocados juntos poderão
Porque ela te dará tudo, se assim pedir

Destrua a fantasia
De que, quem se ama, ficará junto apesar de tudo que aconteceu
Prove para ela que todas as palavras de amor são em vão
Porque ela acredita fácil, sem insistir

Porque fica fácil te escrever poesia
Se a mulher que destruir desaparecer
A poeta renasce das cinzas da noite para o dia
E, escrevendo, aprende a te esquecer.

0 Comentários: