Não quero mais / Entra e fica.


Não quero mais, percebo ao acordar ao teu lado. Tu ainda dormes, confiando teus sonhos e respiração em mim. A mão aperta a carne da minha cintura quase que por instinto e eu me sinto encolher. Não quero mais, digo baixinho, ansiando que teu eu que dorme escute, assim, não preciso dizer nada ao teu eu-acordado. As coisas seriam mais fácies, nada de longos silêncios, perguntas e questionamentos. Nada de teus olhos marejados, meu olhar fugindo do teu. Nada da tua boca tentando cair sobre a minha numa tentativa de me convencer que não tem que ser desse jeito. Nada de um último abraço no batente da porta, minha mão ainda na maçaneta enquanto teus braços me levantam e apertam. Nada de um quase arrependimento ao te ver partir. Seria tão mais fácil se tu acordasses agora e simplesmente fosse embora depois de um beijo na minha testa. Mas tu acordas e sorri, puxando meu corpo junto ao teu. Sorri como num bom dia, aquele sorriso de quem tem certeza que o dia realmente será um bom dia. Eu vou te quebrar o coração. Solta minha mão, por favor, solta. Não. O problema é comigo, obviamente é comigo. Ah, teu cheiro espalhado pela minha casa, a marca de teus dedos na minha pele, teus dentes no meu pescoço. Tu estás em todo o lugar e eu não te quero em lugar nenhum. Eu te quero fora daqui e da minha vida antes que eu te deixe entrar e criar morada dentro de mim, antes que eu não possa mais te deixar sair. Então sai, vai, sai. Solta minha cintura, tira teus dedos do meu rosto nessa tua carícia matinal que mais me parece reverência, adoração. Levanta, procura tuas roupas entre as minhas jogadas pelo chão do quarto e sai. Bata a porta se quiseres, mas sai. Meu deus, sai. Sai antes que eu te puxe pelo braço, abra meu corpo, coração e alma e toma, pega pra ti minhas lágrimas, meu amor, minha vida. Toma, pega pra ti. Toma, é meu coração que pulsa, que dói. E dói porque não sei mais se posso te deixar ir embora. Então ou pega ou vai embora, mas não me deixa escolher, eu vou te quebrar o coração. Vou quebrar meu coração. Sai antes que o bom dia vire boa tarde, boa noite e eu passe contigo o dia todo, como eu quero passar. Então sai, meu Deus, sai. Sai antes que eu te peça que não me deixe, que não se vá, que não, que não, não me abandona, me puxa pra mais perto, te deixo que entre, corpo, vida, alma, coração. Entra e não sai mais, então.

Entra e fica.

0 Comentários: