Por todo o tempo que couber em nós

O puro oceano que é teu olhar
Sem uma palavra, molha toda minha alma
Não pede licença para entrar
Entra e fica como quem tem calma
Como quem tem a eternidade inteira para ficar

É como puro oceano
E eu, à deriva em alto mar
E assim fico por mais de ano
E sei que é exatamente aqui que devo estar

Esse puro oceano que são teus olhos
Brilham com o sol do amanhecer
E eu, refletida em teu olhar-espelho
Não tenho saída senão esquecer
Esquecer corpo, conselhos, mente e coração

E me jogo e me afogo para sempre
Nesse teu puro oceano
Porque temos tempo
Todo o tempo que cabe nesse nosso infinito
Por todo o tempo que couber em nós.

0 Comentários: