Você sabia?

Me pergunto se você sabia que me amaria quando nos vimos pela primeira vez. Me pergunto se eu podia imaginar que te amaria quando teus dedos tocaram inconscientemente aos meus, sem querer, há tantos anos. Então vejo que não tem como saber, não há adivinhação nenhuma na vida, não importa o quanto eu leia e acredite entender de astrologia, de misticismo, de realidade. Simplesmente não tem como saber. Da mesma forma que eu não sabia, quando te sorri ao te ver, que sorriria em teus lábios logo depois. Não sabia, também, toda vez que ouvia teu nome, que seríamos “nós” um dia. Não sabia que, quando chegava a casa sorrindo, eu já estava apaixonada. Não. Não tem como saber... 
E é melhor assim.

0 Comentários: