E é uma tal "aleluia, aleluia"


 E é uma tal "aleluia, aleluia"
Que grita o coração no peito
Aliviado, volta a respirar

Sem mais olhos de águia
Sem mais falso respeito
Que no passado existia apenas para machucar


E é com tanta alegria, alegria
Que acordo ao teu lado
E apenas ao teu


Sem mais "o que tu faria?"
Sem mais andar com muito cuidado
Ao perguntar se me esqueceu

E é sem angústia
Sem poesia
Sem julgamento
Que aprendi a viver

Jogando fora o que não vestia
Trapos e fantasias
Desbotados com o tempo
Prontos para morrer

Como nosso passado. 
Você.

0 Comentários: