Agora que você me esqueceu.


Procuro saber como vai
Espero que esteja tudo bem
Eu? Ainda tento nocautear o que não cai
É como socar um muro ou parar um trem

No escuro, esses dias, quase te procurei
O travesseiro estava molhado quando consegui dormir
Faz tempo, é, eu sei
Mas ainda é como, se a qualquer momento, você fosse vir

Lembra de todos aqueles poemas?
Nunca mais escrevi nenhum
Lembra de todos aqueles problemas?
Ainda são mais de um

E agora é a tua risada que embala meus pesadelos
E agora não são mais meus os dedos que se enroscam aos teus
E agora os teus defeitos consigo vê-los
E agora que você me esqueceu... Me perdi

Já não sei mais rimar
Era você a rima perfeita
O sofrimento do poeta
O furacão, tempestade, tormento
O amor

Ainda não consegui te ligar
Para saber se está bem
Se ainda escreve, se aprendeu a chorar
E meu sorriso, que era teu sorriso também
Nunca mais apareceu

Agora que você me esqueceu.



0 Comentários: