Por Tudo


Por todos os poemas que te escrevi
Por todas as músicas que te dediquei
Por tudo que já vi
Por todo o tempo que te esperei

Por toda vida que perdi
Por toda noite fria que suportei
Por toda mentira que te vendi
Por toda carta que não mandei

Por toda lágrima que me deixou chorar
Por todo “vá embora” que obedeceu
Por toda vez que não quis voltar
Por todo amor que não me deu

Por toda luta que abandonei
Por todo sangue que cuspi
Por toda vitória que não comemorei
Por todo teu rosto que com os dedos esculpi

Por todo “eu te amo” que escapou
Por todos os cacos em que eu pisei
Por toda a solidão que deixou
Por todo “tudo bem” que eu encenei

Por todas as minhas mãos que afastou
Por toda verdade que não contei
Por todo meu corpo que abandonou
Por toda vez que não te encontrei

Por toda foto que queimei
Por todo dia que aprendi a esquecer
Por todos os quartos em que me tranquei
Por todo amor que deixei de ter
Por toda porta que escancarei
Por todo medo que eu não soube enfrentar
Por toda vez que te deixei
Por todo sorriso que não foi capaz de te enganar

Por toda a roupa que esqueceu
Por todo grito meu que não ouviu
Por toda ligação que não atendeu
Por todo o remorso que não sentiu

Por todo soco que recuou
Por todo abraço que chamei de meu
Por todo mar que enfrentou
Por todo pedaço meu que perdeu

Por todo fogo que causou
Por toda paz que pedi
Por todo desejo que não realizou
Por todo perdão que cedi

Por todo sonho que destruiu
Por toda conversa que evitou
Por toda pedra que do meu muro ruiu
Por toda vez que simplesmente pulou

Por toda respiração que te ofereci
Por todo ciúme que me corroeu
Por toda batalha que venci
Por toda rosa que morreu

Por tudo que eu vivi
Por tudo que você viveu
Por tudo que nos separou.

0 Comentários: