Correu de mim
Para bem longe
Correu tão rápido que foi como se voasse
Escapou por entre meus dedos

Sonho de verão que esfriou
Deixou decepção
Solidão em seu lugar

Levou embora pedaço meu
Levou meu ar
Meu perfume preferido
E a pele favorita de meus lábios

Se foi embora com minha mão pra segurar
E corpo para apartar minhas caídas
Se foi para não voltar
E nunca mais calou minhas rimas que vêm sem querer

Correu de mim feito menino assustado
Fazendo-me sentir o escuro, o embaixo da cama, o armário
Fugiu como se eu quisesse prendê-lo a mim para sempre
Sendo que tudo que eu precisava era de um ombro para manchar com lágrimas

Volte aqui e me escute
Sei o que pensas de mim
Sei que tens medo
Mas segure a minha mão e me aceite

Se arrebente, se preciso for
Mas fique aqui comigo
Volte e fique comigo

Volte e não corra mais

Porque eu não corro
Eu deixo passar

Se tiver que ser
Voltará.

1 Comentários: