Eu sempre acabo aparecendo
Então não me espere
Eu sei o que está acontecendo
E não quero que você exagere

Meu “boa noite” não é um “eu te amo”
Eu sei, sou resistente
E para muito longe nós não vamos
Não seja persistente

Vou quebrar teu coração
É isso que eu sempre faço
É só o que eu sei fazer
Não segure minha mão, não quero teu abraço

Tente, tente entender
Eu quebro corações no café-da-manhã
É que eu nunca sei o que dizer
Eu gosto de ser a amiga-irmã

Não gosto de seduzir
Mas gosto de mentir
Não gosto de fingir o que eu não consigo sentir

Então...
Desista.

0 Comentários: