De você.

Nada me atrai
Nada me comove mais
O certo e o errado não me cai
Ou não me caiu jamais

Os olhos não me veem como antes
Não quero que me vejam aqui
Somos estranhos, somos amantes
O que eu estou fazendo aqui?

Por que ainda rimo como se isso fosse mudar?
Meu passado me persegue
Por que diabos o futuro demora tanto para chegar?
E por que o presente não consegue

Fazer com que eu me sinta bem?
E o que eu quero também?
Eu não preciso de ninguém
Nem de alguém

Eu preciso de você

0 Comentários: