O teu sabor
O teu perfume
O meu amor
O meu ciúme

O teu olhar
O teu abraço
O meu andar
O meu cansaço

O teu toque
O teu esquecer
O meu sotaque
O meu fazer

Estamos em caminhos diferentes
Eu sempre gostei da direito
Você gosta do esquerdo

O meu chorar é o teu mostrar os dentes
O teu amar é o meu arrancar do peito
O meu rápido é o teu lerdo

Nunca gostei de velocidade
Você nunca ficou na vontade
E eu nunca senti saudade
Você nunca mentiu
Eu nunca disse uma verdade

Quando você sentiu
Eu já estava em outra cidade
Quando eu chorei
Você já estava rindo de uma nova piada

Eu era piada, eu sei
E eu já estou tão cansada
De tentar cruzar nossos caminhos
De tentar te deixar sozinho

Estamos traçados
Em mãos diferentes
Destinos distintos
Cansados. Calados. Distantes.

O meu depois é o teu antes
E agora o teu amor é meu amante
Mas eu minto quando eu digo que não sinto
Nada.
Nada.
Nada.

Que é o teu tudo.
Tudo.
Tudo.

Eu ainda prefiro a direita.

0 Comentários: