E eu quero passear em teu corpo feito dependente químico
Ziguezagueando, apertando, forçando e desistindo
Eu quero secar cada gota do seu corpo feito toalha macia
O mais nobre tecido de algodão                   
Na mais bela sincronia
No mesmo retumbar de coração

Como a noite puxa pra baixo o dia
Como eu te puxo pela mão

Quero eclipsar teu corpo feito espelho ao sol
Te pescar feito peixe no anzol
Te trazer pra bem perto e depois fazer o certo:
Te jogar de volta ao mar
Para que você queira voltar

Só pra eu te imaginar com saudade
Se contorcendo de vontade
Assobiando pornografias às três da tarde
Reclamando desse gelo que sente na pele, que arde

Vou te jogar de volta ao mar
Para que você se sinta livre
Para que você venha chorando implorando para voltar
Para que eu finalmente me sinta free
De ti.

0 Comentários: