Escrever sobre o amor, como se eu entendesse
Rimar com dor, como se eu de fato sofresse
Sentir saudade como se um dia tivesse sentido algo realmente
Falar a verdade como se eu não fosse mais alguém que mente

Eu minto
Eu minto
E não, eu não sinto
Eu sinto muito...

Mil perdões dados às paredes
Mil corações quebrados por seus olhos verdes
Rimas ruins me deixam mais perto do fim
E os meus “sim” não te deixam afim

Eu não quero
E eu não espero
Eu quero
Agora, vá embora

Eu não estou te segurando
Eu não gosto do toque
Eu não estou chorando
Eu estou ouvindo roque

Falar de amor não é amar
Eu ouvi uma vez
E amar não é chorar
Eu inventei isso esse mês

Sim, eu invento
Eu invento e minto
Eu me sento e não sinto
E eu cansei de falar.

Adeus.


acho que é hora de dar Tchau :)

0 Comentários: