er.

Taí algo que eu não sei fazer:
Te esquecer
Querer te esquecer
Deixar pra lá, viver...

Talvez eu goste de sofrer
Talvez tudo que eu queira é entender
Como pode alguém não perceber
Que para outro alguém ele é tudo que faz viver

Ou talvez eu não queira saber
Que você simplesmente não me quer
É difícil aceitar, compreender
Sou demasiadamente mulher para assentir e correr

Mas eu não sei mais o que fazer
Se há algo ainda que possa fazer
Talvez eu simplesmente deva te dizer
Aquelas malditas palavras que você vai esquecer

Então por que eu insisto em escrever
Coisas que você jamais ira ler?
Por que eu insisto em amar aquilo que não posso ter?
Por que eu insisto em não esquecer?

Um novo futuro tento ter
Um velho passado para esquecer
E um presente inútil para preencher
Talvez eu simplesmente deva deixar correr...

Mas e o medo de perder?
Mas e o medo de temer?
Mas e o medo de jamais saber o que fazer?

Talvez eu simplesmente deva parar de rimar
E correr até sua casa
Derrubar a porta a socos
E te arrancar beijos e suspiros

É, é isso mesmo que eu vou fazer....

0 Comentários: