Broche Roubado

Não quero nada demais
Um pouco de paz, uma taça de vinho e nada mais
Tentar aceitar que o passado ficou para trás, que pelo caminho
Eu encontrarei coisas que jamais...
Jamais pensei conhecer...

Mas eu tenho medo
Medo de realmente esquecer
Tento guardar segredo
Mas o amor não é um broche roubado que dê para esconder

O amor...
Olha eu aqui falando nesse idiota desconhecido
Sim, rimarei com dor, pois é isso que eu sinto
E apesar de tudo que tem acontecido...
Eu não minto...

Quando te ligo antes do amanhecer
Implorando para você me entender
Que sinto sua falta, que vou morrer
Que o que me mata é não saber
Que tudo que você quer está bem longe do meu poder

Sou fraca
Sou pouca
Sou louca
Sou rouca

É de tanto gritar “eu te amo” pelas ruas
Como se você se prestasse a ouvir
Minhas lutas unidas com as tuas
Não vou desistir até te ver cair

Cair de amor por mim
E sim, rimarei com fim, pois é isso o que quero.

Acho que é Hora de dar Tchau ! :)

0 Comentários: