Para ele, aquele eu sempre disse "não".


Já te escrevi mais de dez poemas
Para mostrar o quanto estou arrependida por não ter te amado
Como se isso fosse resolver todos os nossos problemas
Como se isso mudasse o passado

Mas eu sinto a tua falta
Quanto será que falta
Para essa falta passar?
Será que ela vai embora pra nunca mais voltar?

Mas não é bem de você que eu tenho saudade
Sinto falta é do amor que via no teu olhar
Era tão forte e tão verdadeiro, pura amizade
E o desejo de tocar, de ter por inteiro, via isso também, não tente negar

Não, você nunca negou
Nada... Nunca ouvi não sair de seus lábios
Não pra mim
Onde foi que a gente errou?

Ou era eu a errada?
Sempre foi assim?
E por que não mudou?
O que faltou?

Fui eu que faltei
Faltei contigo
Faltei naqueles vários encontros
Eu disse amigo, eu magoei
Eu beijei a outros e não te beijei

A culpa é minha
Por isso estou sozinha
Por isso penso em ti
Por carência.
Só por carência.

Achou que eu tivesse criado decência?
Não. Eu não criei.
Mas por um dia eu te amei
Apenas por um dia.

Que mais queria?


acho que é hora de dar Tchau. (:

0 Comentários: