Minha Marionete

Se lembra de quando colocou um bilhete no meu casaco me pedindo para ficar contigo
E com dois quadrinhos escritos “sim e “não”?
E ainda assinou com outro nome porque a letra ficou feia
E eu ri alto quando o li

A lembrança hoje mexe comigo
Está bem guardadinha no meu coração
Mesmo que isso aqui você nunca leia
Saiba que eu me arrependo por que te perdi

Porque não me deixei levar pelo seu amor?
Sei que me faria feliz
Acho que foi exatamente isso, eu gosto da dor
Gosto que gostar daquele que nunca me quis

Se lembra quando cantava: “meu coração bate feliz quando te vê...”?
Eu ria, não contigo, mas de você
Mas hoje em dia, dá saudade de ser mimada
Dá saudade de saber que sou amada
Dá saudade recusar, esnobar... Causar dor

Sim, eu sou uma pessoa má
Eu não gostei do teu sabor
Eu disse “vá”
Eu não te dei valor

Eu te tive na palma da minha mão por tanto tempo
Brinquei e joguei com teus sentimentos
Eu controlei os teus sorrisos e te faz chorar
E nem tive coragem para chegar a ti e terminar
Mandei outra pessoa
Eu não disse que não era boa?

Vejo tuas fotos
Você disse que ela não te faz tão feliz como eu fiz
Mas veja os fatos, meus sentimentos estiveram sempre mortos
E os meus atos? Esses eram meros reflexos, é, sem nexo

Você disse que eu sempre serei o amor da sua vida
Você acha que eu não escutei?
Você acha que eu sempre gostei das minhas despedidas?
Você acha que eu não sei?

Eu te enfeiticei de uma maneira que eu sei que você não pode recuar
Eu te coloquei no meio de uma brincadeira onde sou só eu quem sabe jogar
É claro que você pensa que sou teu grande amor, a mulher da tua vida
É isso mesmo que eu queria, e olha só quem diria, quem hoje chora sou eu por mais uma pecinha de montar perdida

Será que sempre foi minha intenção te machucar?
Será que eu gostava mesmo de te fazer chorar?
Será que por causa do sofrimento que o outro me causava eu achava que você merecia?
Será que sempre foi assim, calculado, simetricamente planejando?
Será que eu sou assim, uma vilã de conto de fadas com príncipe encantado?

Para falar a verdade, eu não sei
Eu não lembro o que pensava quando eu te dizia “não”
Na verdade, eu sei
Eu estava esperando o outro me dizer sim, aquele, dono do meu coração

Não que você tenha alguma culpa no meio de tudo isso
Você estava ali, apaixonado, olhos brilhando
E eu ali, querendo jogar em alguém meu feitiço
E o outro lá todo errado, nem me ligando

Mas a errada era eu, sempre foi.
E se você não me esqueceu, venha e me dê um “oi”
Não te prometo nada
Talvez uma fuga de fim de semana, sabe... Uma escapada

Sei que você merece muito mais
Mas eu ainda não aprendi a ser uma pessoa boa
E acho que eu ser má, é o que você gosta mais
Deve ter sido por isso que eu não quero ser uma pessoa boa...

Mas não por você...


É HORA DE DAR TCHAU ! (:

0 Comentários: