Bem Mau

Sinto falta daquilo que nunca tive
Lembro do gosto da boca que nunca beijei
Inventei um passado diferente, nele me prendi
Nele soltei as palavras que contive
E peguei de volta todas as coisas que joguei
Ainda não sei como se sente, acho que te perdi

Mas te perder é fácil, eu faço
E eu pareço tão frágil denttro do teu abraço
hei, que abraço? A gente não se toca
E toda aquela gente se equivoca com toda aquela fofoca
Eu e você não somos nós dois, somos apenas eu e você
E eu acho que posso viver com isso

E depois... Depois do fim o que você vê?
Eu sou o teu amor postiço
Você pode me tirar e botar quando quiser, se quiser
E o que você quer?

Vejo fotos diferentes de um passado inexistente
Vejo votos eloquentes de um amado doente
Ele disse perante um homem de preto:
"Até que a morte nos separe...aceito"
Ele não tem noção da sorte que é não ter coração no peito
Ele vai sofrere e eu vou rir, eu avisei

E se com meu sorrir eu te espantei
É porque o forte aqui sou eu
Esse que não conhece passado, presente, futuro
Que acha que a morte o esqueceu
Que nao faz nada de errado, que não sente, que está em cima do muro

Meu nome?
Meu nome é amor não correspondido
É loucura
É tempo perdido
É tortura
É decepção

Te decepcionei?
É, eu sei
Eu sou bem mal às vezes, não tenho coração
E com o passar dos meses, eu esqueço você e esse papo de atuação...
Ah! você não sabia?
Eu minto...
quem diria?


ACHO QUE É HORA DE DAR TCHAU! (:

0 Comentários: