***

É estranho me sentir sozinha
Depois de passar tanto tempo ao seu lado
Meu orgulho foi ferido, meu coração foi quebrado
E dessa vez a culpa não foi minha

Dessa vez eu até disse sim
Dessa vez eu até sorri
Dessa vez eu até pensei em ir até o fim
Dessa vez eu não corri

E dessa vez eu chorei mais
E dessa vez eu quis voltar atrás
E dessa vez eu não culpei meus pais
E dessa vez eu não fiquei com aquele “mas”

Mas é estranho estar aqui sozinha
Sem ter a quem abraçar, a quem culpar.
Mas eu nunca fui advinha
E quem é que sabia que você iria me machucar, que iria me deixar?

E eu que fui tão boazinha
E eu que não falei palavrão
E eu que te mantive na linha
E eu que te entreguei meu gélido coração, deixei você pegar na minha mão

Eu que sempre fui forte, até insensível
Eu que nunca dependi da sorte, era invencível
Me vejo hoje aqui acompanhada da solidão
E é tão ruim não ter a quem culpar tua tristeza, a quem gritar “não”

Se a natureza tem sua beleza
Ela se esqueceu da saudade na hora de dividir
E se falo isso com tanta certeza
É porque na verdade eu não sei mentir

E se digo que sinto sua falta
Não é mentira, meu amor
E se digo que essa saudade me mata
Não é mentira, meu amor

E se hoje eu te chamo de “meu amor”
É porque você é o “meu amor”, o meu bom-humor
O meu “me-faz-rir”, o meu “você-vai-conseguir”
O meu “não-me-deixe”, o meu “por favor, por favor não vá embora”

E eu sou seu “não-se-queixe”, o seu “tenho-que-ir-agora”
Eu sou o seu “não-queria-que-fosse-assim”, o seu “tudo-tem-início-meio-e-fim”
Eu sou seu “somos-apenas-amigos”, o seu “desculpe-mas-eu-não-consigo”

E sabe o que não consigo?
O que eu não consigo é ficar bem sozinha
Não suporto ficar nem comigo
Não aturo nem minha própria companhia

E a quem eu posso culpar?
Você? Meu coração?
O meu “deixa-pra-lá”? O meu “está-na-hora-de-amar” ?
Não, não, não... Eu só culpo a mim...
E sabe... É bem ruim ficar assim...


ACHO QUE É HORA DE DAR TCHAU ! (:

0 Comentários: