Maça de Pecado Particular

Quando eu sentir minhas pernas apertarem
Com um desejo forte, molhado
Chamarei teus lábios para me ajudarem
Eles farão arder ainda mais o corte já preparado

Quando eu sentir minha boca sedenta
Implorando por um beijo arrasador
Chamarei a tua para ver se ela me agüenta
Se ela tem todo esse ar que sugarei feito aspirador

Quando eu sentir meus dedos querendo tocar
Cada dobra de um corpo quente
Já sei a quem chamar
Para acabar com essa coisa persistente, carente

Quando eu sentir meus braços frios
Chamarei tua cintura para abraçar
Chamarei teu peito para me encostar
E teu corpo inteiro para me esquentar

Você tem esse poder
Esse de me enlouquecer
De me fazer sonhar com coisas pagãs
De comer de tantas proibidas maçãs

Você é minha maçã de pecado particular
Luxúria, gula, avareza vão despertar
Nunca será o suficiente
Eu sempre vou querer mais e mais

E se te pergunto o que você sente
Sei que não mente
Eu vejo, eu toco, eu sinto e aperto
Você me deseja tanto quanto desejo a ti

E se acha que isso não está certo
É melhor sair correndo daqui
Porque posso morder, arranhar
Te enlouquecer, te esnobar, te fazer implorar

Mas quando sentir o desejo crescer
Me chame se não conseguir controlá-lo sozinho
Talvez eu queira ir ai te ver
Fazer de nossos corpos um só ninho

E se acha que isso não está certo
É melhor sair correndo daqui
Por que eu vejo, eu toco, eu sinto e aperto
Porque posso morder, arranhar, te trazer para perto

Eu avisei...

ACHO QUE É HORA DE DAR TCHAU! (:

0 Comentários: