Teu Karma

Prometi que não iria chorar
Mas promessas são fáceis de quebrar
E enquanto eu tento levantar
Tua mão não se estende para me ajudar

Você se foi
Simplesmente se foi
Tão rápido quanto um dia disse “oi”
Você se foi

Não olhou para trás
Não disse um “até mais”
Foi-se embora com minha paz
E hoje choro por tudo ser demais

Porque amo demasiadamente
Porque tudo para mim é insuficiente
Eu sempre quis mais e mais
Uma obsessão doente, demente, tudo para acalentar meu coração carente.

E funcionou?
Não.
Você me deixou
Me deixou sem chão e sem razão

Motivos, diz que teve.
Incentivos, disse que nunca manteve.
E meu amor não foi o bastante
Disse apenas que era para eu seguir adiante

Lhe pergunto como se ainda sinto teu perfume
Se ainda vejo com teus olhos envelhecidos
Se minha voz já não tem mais volume
E meus gestos são entristecidos, paralisados e introvertidos.

Lhe prometi não chorar
Falhei, o que mais podia esperar?
Eu sei, nem sempre tentei acertar
Mas errei mesmo assim, sem me desculpar

Desculpas pra quê?
São tão inúteis quanto essas minhas lágrimas derramadas
Te culpas por quê?
Se a culpa foi minha de andar fora da calçada

Se fui eu quem errou
Se fui eu quem te aniquilou, quem te inalou todo ar, quem te roubou todo o teu ”não-amar”
Se fui quem emagreceu tua carne, que se aproveitou da tua alma.
E mesmo se reencarne, jamais terá de novo a calma

Te buscarei noutra vida
Enlouquecerei tua cabeça
Tudo por causa dessa non grata despedida
E tudo para que jamais me esqueça

Visitarei teus pesadelos
Ora, serei o escritor e principal ator deles.
Farei com que jamais possa esquece-los
E jamais te deixarão eles

Só não diga que mesmo assim irás embora
Só não diga que não te pus medo
Até meu ego agora chora
E não há motivo para isso ser segredo

Só não vá
Não me deixe
Então vá
E depois não se queixe

Quando querer a morte
Quando a dor em teu peito for demasiadamente forte
Assim como sempre fui
Assim como já não sou...


ACHO QUE HORA DE DAR TCHAU! (:

0 Comentários: