Rede Invisivel


Queria estar tocando você agora
Desenhando um coração na palma da tua mão
Talvez assim você não teria coragem de ir embora
E o desenho é reflexo da realidade, é teu  meu coração.

Sempre digo a verdade
E isso é mentira
Morro de saudade
Do gosto da tua boca depois da ira

Nossos gestos gastos
Nossas palavras repetidas
Nossos restos castos
Vivendo de poeira o resto de nossas vidas

Não acordei cansada
Pois não me chamou em teus sonhos essa madrugada
E agora que está tarde
Você me chama para conversar, matar a saudade

E eu quero tanto ir
Mas meu orgulho não me deixa segurar tua mão
Meu coração sabe que vai se ferir
Mas eu não gosto de ouvir a razão, ela nem sempre tem razão

Queria estar entre teus braços
No balanço de uma rede invisível
Seguiria teus passos
E me acharia incrível

Não gosto de ser guiada
Mas sempre me encontro indo para a direção errada:
Sua casa, seu corpo, sua boca
Minha imaginação cria assas e eu não acho isso pouco, me deixa louca

Mas eu voltaria a correr a qualquer momento
Mesmo se estivesse sem ar, sem pernas
Se você dissesse que ainda tem o mesmo sentimento
Que acha que está a amar, e que sem mim, a vida parece eterna

E eu aceitaria essas migalhas
Melhor que ficar sozinha e chorar as falhas
Essas que não cometi
Essas que escondi, sim... Eu já menti

Eu já menti e mentiria mil e uma vezes mais
Se isso te trouxesse de volta
Se isso fosse o que te satisfaz
Mas o passado não nos solta

E eu não vou cair ai nessa jaula
Nessa em que teu amor me prende
O amor é tipo aprender coisas sem ir aula
E achar que assim aprende

E o que eu aprendi?
Que eu apenas me iludi
E que se choro sozinha
A culpa é minha...


ACHO QUE É HORA DE DAR TCHAU! (:

0 Comentários: