É Você

Oiiie...
Poema de 28 de setembro de 2009 (:

É você

Eu realmente ODEIO você
Eu realmente AMO você
Eu realmente...
Por que o reflexo do espelho mente?

Por que é tão difícil decidir o que se sente?
Por que é tão fácil se sentir impotente?
Como eu queria que fosse igual ao toque da água do banho
Que eu pudesse recuar se estivesse muito quente

Mas eu não posso nem distinguir o tamanho
Disse que se hospeda em meu corpo inteiro
É ainda mais impossível se sou eu que ganho
Nesse joga-perde-ganha mal feito e verdadeiro

E em meu minúsculo peito
Acho que não cabe o sofrimento
O seu rosto se perde ao vento
Mas fica aqui a lembrança

A lembrança da musica ao fundo
De nossos corpos próximos e tortos
De uma vontade de deixar o mundo
Saber de nossos inexistes votos

Mas eu ODEIO você
Odeio ficar preso em lembranças
Mas eu AMO você
Amo me prender na liberdade de ter esperanças

Vivo em contrastes palpáveis
Em mundos nem sempre amáveis
Com pessoas tão cansativas
Que me cansam por serem tão ativas

E você não se habilita
Não dá o primeiro passo
Vou acabar escorregando para fora da pista
E quebrar teu abraço de aço

O abraço que não me segura
E que nunca me pertenceu
Nem na vida passada, tão pouco na futura
Sinto-me cansado por ser apenas eu

Odiar com todo o meu amor
É forte para você?
Te amar com todo o meu rancor
É muito pouco para você?

O que te deixa feliz?
Sei que não sou eu
Mas o que você sempre quis
E nunca lhe aconteceu?

Não sabe?
Eu sei o que me deixa feliz
O que eu sempre quis, aah sempre quis
É algo que no meu peito cabe e que minha mente sabe...
É você...

Acho que é Hora de Dar Tchau!
(:

0 Comentários: