Segredos Bipolares

Oiiee...

Passeando pelas páginas do meu caderno, que por sinal deveria ser o caderno de filosofia desse ano, encontrei esse poema que eu e escrevi dia 08 de agosto desse ano, 2009...
Espero que gostem, eu gosto delee...
:D

Segredos Bipolares

Eu sei o que você gosta
Sei também o que é errado
E toda essa nossa aposta
Irá reviver um dia do passado

E você sorrirá na minha direção
Teu olhar cúmplice me aquecerá no teu inverno
Esse olhar de quem fez mal criação
Mas não se preocupe, não vamos para o inferno

Exceto se você quiser pegar fogo
Então pecaremos mais uma vez e outra
Você sabe, já que não vamos mais para o céu
Para que continuar com todo esse mel?

Beije minha boca agora
Se não você sabe que eu irei embora
Já passa de meia-hora
Que estamos nesse lero-lero

“Você sabe o que quero”
E você sabe fazer do jeito certo
Sabe a hora de sair de perto
E eu te solto e aperto

Mas me solte por favor
Isso virará um “vicio-hábito”
Eu não quero nem pensar naquela palavra “amor”
E eu quero esquecer seu hálito

Essa relação bipolar
Me deixa doente
Me faz querer implorar
Por um toque indecente, quer dizer, decente

Esse nosso olhar inocente
Não engana nem meu reflexo no espelho sujo do teu banheiro
Não esconda o que sente, é potente
Daqui onde estou vejo que é sólido, verdadeiro e grande

Não ria de mim
Ria de você rapaz
Estou aqui lhe dando a chance de dizer sim
E você vem e diz que não quer mais?

Mas você não me quer fora da sua vida
Acho que você ama essa cena de pedir um minuto
E mais um último beijo de despedida
Depois odeia se te insulto

Mas eu ODEIO você
Mas eu NÃO AMO você
Mas eu QUERO TANTO você
Mas eu NÃO SUPORTO ficar com você

Então deixe a minha bipolaridade
Embaixo da cama
Me beije com força e com vontade
Mas não diga, não diga nunca que me ama...

Acho que é Hora de Dar Tchau!
(:

0 Comentários: