Daqui a alguns anos

Daqui a alguns anos

Imagino sua voz sussurrada em meu ouvido
Dizendo que nem sabe como conseguiu viver todos esses anos
Longe de mim

Posso ver você vindo
Tão levemente sem causar danos
E posso olhar para você até o fim

Consigo ver seus olhos azuis tão intensos
Enquanto analisam os meus
Seu olhar consegue me estremecer

Sinto seus músculos ficando tensos
E você dizendo que quem causa isso sou eu
Não é minha intenção te enlouquecer, bom, é...

Imagino você passando as pontas dos dedos sobre minha tatuagem
Dizendo que parece qualquer coisa menos uma borboleta
Te ameaço dizendo que vou jogar foras suas coisas inúteis da última gaveta

Posso ouvir você dizer que antes vivia uma meia vida
E que eu fiz com que ela ficasse inteira
Você diz que agora sou eu sua vida
E eu sei que suas palavras são verdadeiras

Pois vou confiar em você
Pois eu confio nisso que teremos
Nessa ligação mais forte que a própria vida, que a própria morte

Consigo sentir seus lábios na minha pele
Tão doces e meus
Enquanto finjo ouvir qualquer coisa que você tagarele

Um sonho tão real e perfeito
Tão normal e direito
Tão imaginário quanto tudo aquilo que vivi

Pois meu coração cria fantasias
E nesse mundo inventado me perdi
Não importa o que fiz ou fazia
Tudo aqui é meu e tocável, atingível

Tão diferente de ti
Que é apenas um sonho bom
Um sonho que não sei se sonhei ou se previ

Mas você será minha outra parte
Eu sinto isso em cada célula do meu corpo
Como se você fosse uma obra de arte
Daquelas que você não consegue parar de olhar, de desejar

Eu te quero sim preso a minha parede
Para que eu te cuide e observe enquanto o tempo passa
Só você pode matar minha sede
Os outros até me fazem sorrir, mas só você me embaraça

Eu sinto seus dedos entrelaçados nos meus
E me sinto em casa enquanto você também sente
Depois prometemos um ao outro jamais dizer adeus
E é tudo tão normalmente diferente

É você, só você
Eu sei, eu sei...
Têm tantos outros, por que me perder na fantasia?

Por que tudo que eu sonhei
Eu sei que posso encontrar em você
E eu posso imaginar tudo que você diria, faria

Se eu estivesse em seus braços
Deitada sobre teu peito
Num aperto de aço
Tudo tão errado e direito

E ai me perguntam o que falta para tudo isso acontecer
E eu respondo que o que falta
Que o me falta é você




0 Comentários: