A Nossa Amizade

Já vou avisando, esse poema é bem compridinho, quem for preguiçoso, favor não fazer tanto esforço para ler, peça que alguém leia para você!
(:

A nossa amizade

Sonhei mais uma vez contigo
Nos abraçamos como antigamente
Senti teu cheiro
Senti também tua fome de mim
Senti um sentimento antigo
Te apertei ainda mais, como antes
Viramos um inteiro
E eu queria ficar para sempre assim
Eu disse: "senti tanto a tua falta"
Você disse: "eu te amo"
Eu disse: "não vai embora, não me solta"
Você disse: "não vou agora, não vamos"
Eu me afastei e olhei dentro do teu olhar castanho
Tudo tão familar e estranho
Tudo tão passado e futuro
Tudo tão errado assim como o desejo puro
Mas entre nós nunca foi errado
Tudo era tão certo, como se fosse ensaiado
E eu cheguei mais perto, outro abraço apertado
Apertado a ponto de sufocar meu peito
Eu na ponta dos pés
Com o rosto enterrado em teu pescoço para sentir teu cheiro
Você me disse para ter fé
Que o que tiver que ser, será
Mas eu odeio essa saudade
Esse vazio no fim de tarde
Odeio saber que para seus novos amigos não sou páreo
Odeio ter que te lembrar do meu aniversário
E odeio ainda mais não ter visto o que estava tão claro
Mas me lembro de quando eu era a única
Aquela que te ouvia e te chingava
Aquela que fugia e você procurava
Aquela que se perdia e você encontrava
Cravei minhas unhas nas tuas costas
Amassei ainda mais tua camiseta manchada
Repeti mais uma vez "não me solta"
E com a tua respiração pesada eu fiquei calada
Nunca passou de amizade
E eu amo isso
Mas é tanta saudade
E eu odeio tanto isso
Odeio não conhecer tua nova namorada
Não saber como acorda de manhã
Odeio te ver responder às perguntas erradas
Não estar ai para te fazer agir de maneira sã
E segurar tua mão no escuro
Você parece tão cansado, tão inseguro
Que eu não sei o que  fazer para não fazer errado
Então te abraço, mandando para mim todo teu cansaço
E dentro de nosso aperto de aço, sei que tudo vai dar certo
Se estivermos perto...
Então eu acordei, nada disso foi verdadeiro
Eu sei, eu sei
Mas sinto teu cheiro, tua respiração perto do meu coração...
Desculpa, mas eu vou ter que perguntar, meu amigo...
Você já sonhou comigo?
E acordou tão atordoado quanto eu
Ou foi um daqueles sonhos que no fim de tarde você já esqueceu?
Você ao menos quis sonhar comigo?
Quantas vezes?
Pois eu sonho contigo
Mesmo depois desses tantos meses
E não me envergonho
E a amizade hoje é apenas saudade
É apenas sonho...






Deu, acabou!!
Ufa!
cansou os olhos de ler, né?
E eu cansei meus dedinhos de digitar...
Nããão, mentira!
Espero que tenham gostado, mesmo...
Bom...




Acho que é hora de dar Tchau!

0 Comentários: